terça-feira, 17 de março de 2009

Fui provocar e me estupraram...

  • Estuprada por dois cacetes de 32 cm.Na minha cidade tem um cara que o pessoal da cidade colocou o apelido dele de Cobra, é um cara muito estranho que já esteve preso inumeras vezes por se meter em confusões, mas o apelido dele não é por causa disso não e sim porque ele tem uma verdadeira cobra embaixo das pernas, o pau dele segundo disseram mede 32cm. Agora vou relatar uma historia que uma amiga minha de 16 anos me contou, ela se chama ana, é uma loirinha linda, olhos verdes, corpinho violão de cinturinha fininha e uns peitinhos pontiagudos daqueles que quase furam a blusa. Eu sempre tive um tesão enorme por ela mas nunca tive nenhuma chance de algo a mais que não fosse amizade. Pois bem, ela contou, que uma vez tinha ido a um clube que fica fora da cidade a mais ou menos 18 km da saída da cidade, tinha combinado de encontrar com uns amigos lá, então ela pegou seu carro e se foi...quando estava na metade do caminho ao passar por um buraco na estrada que era de terra o seu carro começou a dar problemas e parou, ela ficou desesperada pois estava sozinha no meio do mato e sem ninguém para ajuda-la. Quando ela começou a se desesperar e chorar, ouviu um barulho de uma moto vindo em sua direção, até que ela avistou o Cobra, pois já o conhecia de vista...quando ele chegou ela viu que ele usava um daqueles shorts de jogador e estava sem cueca que pôde ser notado pelo volume que fazia...ele perguntou qual era o problema e ela disse, imediatamente ele abriu o capô do carro e foi ver o que podia fazer...Ana ficou atraz dele e começou a imaginar se o que diziam dele era verdade..e começou a se sentir excitada..ele era um cara forte de ombros largos e moreno bronzeado tudo que ela gostava em um homem. Ela decidiu perguntar a ele se tudo que diziam ao respeito dele era verdade e perguntou. ele notando que ela estava era querendo rola, disse: Que parte vc quer saber! e ela respondeu: vc sabe! ele com um sorriso no rosto disse: vc não quer ver pra ter certeza! ela falou: mostra então. Ao que ele desceu o calção ela ficou de cara no chão pois o pau dele mesmo mole parecia ter uns 20 cm. ele logo falou a ela: não quer experimentar o gosto de ser fodida por um cacete de verdade! na mesma hora ela disse: é claro. E lá foi ela logo apalpando aquele mastro e abaixou-se e tentou coloca-lo na boca sem exito, pois só coube a cabeça do cacete dele em sua boca. Quando o pau dele começou a ficar duro ela foi ficando louca com o tamanho do bicho. ele a pegou e a colocou deitada no capô do carro e começou a chupar seus peitinhos lindos e foi descendo até sua xotinha e lá ficou metendo a lingua por uns 20 minutos que a fez gozar umas três vezes em sua boca, hora metia um dedo, hora metia dois, três...preparando-a para o que viria. ao ver que já estava pronta para ser violada, colocou seu mastro em posição e começou a esfregar a cabeça na entrada que aos poucos foi se enlarguecendo e acoplando o seu pau. derrepente ele já tinha enfiado a metade e ela já estava chorando de dor e tesão dizendo que nunca tinha sentido nada igual na vida. Com uma estocada mais forte ele meteu tudo de uma vez e ela deu uma desfalecida que quase chegou a desmaiar, mas que aos poucos foi entrando no ritmo da coisa e gostando de ser rasgada literalmente. Ele já estava fundendo-a a mais de 40 minutos e nada de gozar enquanto ela ja havia gozado mais de cinco vezes, foi ai que ele disse que ia comer o cuzinho dela, ela não deixou e ele lhe deu uma bofetada no rosto e disse que a faria ver estrelas..... no fundo no fundo ela estava adorando a idéia, mas tinha medo do tamanho do cacete dele. Ele a jogou no chão que caiu de quatro, e logo se pos atraz dela e deu umas cuspidas do seu cuzinho rosado e foi enfiando os dedos e lubrificando-o, quando já estava no ponto colocou a cabeça do seu pau na entrada e começou a enfiar lentamente para ela ir se acostumando, aos poucos seu pau ia entrando até que suas bolas tocaram sua bundinha, no mesmo instante ela sentia dor com uma mistura de tesão, e gritava mete seu jumento rasga minhas pregas quero ser estuprada. o que prontamente ele atendeu...começou a meter bem rápido e de tanto tesão aninha cagou no pau dele...ele disse: sua vadia vc me sujou todo agora voce vai lamber toda essa sujeira. Ela implorava dizendo que não pode controlar pois estava sentindo muita dor e que tinha sido sem querer, mas ele não deu bola pra ela e meteu seu pau todo sujo de bosta em sua boca, ela começou a fazer vomito e ele segurou sua cabeça de modo que ela não conseguisse tirar o pinto dele de dentro e foi socando o pau com força como se estivesse fudendo sua boceta...e ficou nisso varios minutos até que não aguentando mais gozou no fundo de sua garganta e a fez engolir toda a porra misturada com suas próprias fezes. Ao fim de tudo isso ela virou-se e começou a vomitar..ele não gostando do que viu foi até a sua mochila e disse que ia pegar o seu brinquedo de estimação que sempre usa em suas aventuras sexuais. o nome de seu brinquedo era Sucuri, um pinto de silicone que tinha mandado fazer, era uma cópia exata de seu membro com também 32 cm. Voltou e mostrou a ela dizendo: Olha que eu trousse para nos fazer companhia. Ela quiz se levantar e sair correndo mas estava muito exausta para correr, ele a pegou novamente a colocou de quatro e como já estava com o cacete duro novamente foi logo introduzindo tudo de uma só vez em sua boceta, aninha estava toda melada com seu suco vaginal novamente, foi ai que ele pegou o seu brinquedo e lubrificou no suco de Aninha e começou a enfia-lo no seu rabinho ao mesmo tempo que socava o cacete na xotinha dela. E la ficou ele fazendo uma dupla penetração em Aninha. Ela sentia que ia morrer pois sentia muita dor, porque somados as medidas do brinquedo e do cacete dava 64 cm dentro dela. E ele continuava lá metendo atraz dela, de vez em quando tirava o Sucuri do rabo dela e enfiava junto com seu cacete na boceta dela...e nisso foi um tempão nesse revezamento de tortura e tesão. Quando estava prestes a gozar puxou novamente a cabeça de Aninha e enfiou tudo em sua boca e a mandou chupar até que saisse o ultimo pingo de sua porra e disse que se vomitasse dessa vez ele iria recomeçar tudo de novo. E ela não querendo mais ser violada lambeu tudo direitinho engolindo tudo como uma verdadeira vadia. Ele se despediu e disse que se ela fosse a policia ou contasse para alguem ele iria matar ela e toda sua familia visto que já tinha sido preso outras vezes por ter cometido assassinatos, mais que tinha saido por falta de provas. Aninha entrou dentro de seu carro pegou um espelho e pôs atras da bunda para tentar ver o estrago e viu que seu cuzinho tinha virado um cuzasso pois tinha perdido todas as pregas. Vestiu suas roupas e ficou esperando que aparecesse alguem e lhe desse uma carona, visto que seu carro estava com defeito. Quando Aninha me contou isso achei que fosse mentira e disse que ela estava inventando aquilo, e ela para provar levantou a saia e me mostrou seu rabão todo arregaçado daí não tive mais duvidas pois o seu cu estava tão largo que acho que caberia uma mão fechada dentro dele. Aqui termina minha historia, até o próximo conto.

1 comentários:

Postar um comentário

Esta Página contém posts e comentários.

  

voltar ao topo